Amigas do Peito

Agradecemos à companheira Ana Lipke  pela luta na defesa das coisas justas. Amamentação é também uma questão de justiça e de Direitos Humanos. Há 20 anos um grupo de mulheres que amamentava com muita dificuldade se reuniu e criou as Amigas do Peito-Grupo de Mães- Incentivo e Apoio à Amamentação. Muita gente foi contaminada neste tempo pelo leite materno e tudo que vem junto: saúde, educação, solidariedade, criatividade, justiça, cidadania.

Hoje já não somos tantas. Não porque fracassamos. Talvez porque nosso trabalho esteja dando certo. Hoje já não é tão difícil amamentar. Unicef apoia as maternidades que incentivam Amamentação através do Hospital Amigo da Criança.O Ministério da Saúde, através do Programa Saúde da Família, incentiva seus agentes comunitários de saúde a priorizar amamentação em todas as ações. Os berçários são cada vez mais usados só por bebês que precisam de cuidados especiais. Os alojamento conjunto é prática comum em todas as maternidades públicas e na maioria das particulares. O Projeto Mãe-Canguru para bebês prematuros prioriza a amamentação. A sociedade já se acostumou ao fato de humanos sermos mamíferos.

Muito há ainda por fazer. A assembléia da OIT está correndo o risco de retroceder nas conquistas de proteção à maternidade e à amamentação, diminuindo a licença maternidade e extinguindo a licença paternidade. Precisamos lutar  pela oportunidade de educação e saúde para todos, lutar para que o planejamento familiar seja para todos já que só a pater/maternidade responsável produz filhos bem tratados. Precisamos valorizar os profissionais de educação e saúde em equipes multidisciplinares entrosadas com as ONGS.

Estamos caminhando. Continuaremos a caminhar e convidamos todos vocês a nos acompanhar nesta luta não só pela amamentação, mas pela humanização, pela justiça, pela paz.

Convidamos vocês a fazer alguma coisa, qualquer coisa, na qual acreditem. A gente aprendeu que é possível acreditar e fazer!

Claudia O