Amigas do Peito

Quero dividir com vcs minha experiência de desmame de um lindo bebezão aos dois anos. B. é meu segundo filho, e até onde me lembro o meu prim eiro desmame foi bem difícil. minha filha, hoje com oito anos, chorou e brigou muito. Foram noites difíceis aquelas. Com o B., tudo se passou de forma tranquila. Quase tudo. Faltavam poucos meses  para ele completar dois anos e eu já estava naquela pressão para desmamar o moleque. Na dúvida mantive o peito, pois era uma curtição para mim e para ele. Mas iniciei uma conversa franca com ele. Sobre o aniversário de dois anos que se aproximava e sobre o desmame. E assim lentamente fosmos fazendo um “combinado”. O dia do parabéns seria tbm o fim do “mamazão”. Com a aproximação da data achei que iria fraquejar, pois ele chorava e reclamava muito qdo lhe recusava o peito, tipo um aviso do que estava por vir. Mas no dia marcado tudo se passou de forma muito tranquila. Já de manhã ele veio até minha cama, a cama dele era no meu quarto, e eu disse que o dia do aniversário tinha chegado. Era dia do PARABÈNS!! Ele choramingou mas logo foi para sala e se envolveu com a irmã e o pai. Tivemos uma comemoração simples, mas suficiente para marcar bem a data. E desde então ele procura o peito, eu ofereço abraços, beijos, dou o peito para ele beijar e matar a saudade, mas sou firme qto ao nosso combinado. Já se passoram dez dias e estamos indo muito bem. Inclusive há três dias ele está dormindo no quartinho dele, sozinho! Mais um passo ruomo a autonomia. estamos todos muito felizes aqui em casa com essa pequena conquista.

um abraço a todas vcs e bom desmame a todas que assim o desejarem. H.