Amigas do Peito


Viva Favela! (6/5/2005).

 

Por André Sampaio.

A ONG Amigas do Peito, formada por mulheres voluntárias, luta pelo direito à amamentação, oferecendo auxílio emocional e psicológico, visando orientar às mães. A troca de experiências é a estratégia do grupo para ajudar cada uma das integrantes a superar seus medos e anseios.

Amamentar pode ser uma maneira de reforçar o vínculo com o filho e afirmar sua maternidade. O leite materno é o alimento exclusivo para um bebê até o sexto mês, pois nele encontram-se os nutrientes necessários para uma vida saudável. A mãe pode e deve continuar a amamentar seu filho até o segundo ano, sempre que a criança pedir. Já é comprovado que crianças que recebem o leite materno, são menos propensas a desenvolverem uma série de doenças como bronquite, resfriado e anemia.

Os danos causados pelo desmame precoce não estão somente ligados à saúde do corpo, mas principalmente à saúde emocional. Poucas mães sabem, mas introduzir chupetas, bicos e mamadeiras pode prejudicar o aleitamento, pois estes objetos mudam a maneira da criança sugar e dificultam a readaptação ao seio.

O grupo esclarece, principalmente às mães de primeira viagem, que geralmente são mais inseguras e buscam saber se o que estão fazendo é correto. A organização ainda dá dicas para as que reclamam que os seios ficam cheios e doloridos, que o peito rachou e para as que sofrem recusa das criança, que mesmo com fome não mamam. Se você quiser saber mais ou participar, a Ong oferece atendimento por telefone, no Disque Amamentação (21) 2285-7779. Além disso as voluntárias promovem reuniões e dispõem de um site www.amigasdopeito.org.br.

Mais informações na relação abaixo: Amigas do Peito: Reuniões: na primeira sexta-feira de cada mês na Casa de Rui Barbosa (Rua São Clemente, 134, Botafogo), às 10h; às 14h da última sexta-feira do mês no Solar Grand Jean Montigny na PUC-Rio (Rua Marquês de São Vicente, 225, Gávea); no terceiro sábado do mês na Biblioteca Infantil (Campo de São Bento, em Icaraí, Niterói), às 9h; e na Igreja dos Capuchinhos (Rua Haddock Lobo, 266, Tijuca) na segunda e na quarta terça-feira do mês, às 14h.

Instituto Fernandes Figueira (IFF): O hospital fica na Av. Rui Barbosa, 716, no Flamengo - telefone (21) 2553-6730. O Banco de Leite possui um telefone para ligações gratuitas: SOS Amamentação 0800-268877.

Hospitais Amigos da Criança no Rio de Janeiro:Maternidade Leila Diniz (Estrada de Curicica, 2000 - Jacarepaguá - tel.: 21 2445-2264);Hospital Maternidade Praça XV (Praça XV de Novembro, 4, fundos - Centro - tel.: 21 2507-6001);

Hospital Pedro Ernesto (Av. 28 de Setembro, 87 - Vila Isabel - tel.: 21 2587-6100);

Hospital Maternidade Nova Friburgo (Av. Antonio F. Moreira, 12 - Centro, Nova Friburgo - tel.: 22 2522-9345);

Hospital Carmela Dutra (Rua Aquidabã, 1037 - Lins de Vasconcelos - tel.: 21 2269-5446);

Hospital Central do Exército (R. Francisco Manuel, 126 – Triagem);Associação Pró-Matre Rio (Av. Venezuela, 153 – Caju, tel.: 21 2223-1225).

A lista completa de Hospitais Amigos da Criança em todo o Brasil pode ser vista na Internet no site da Unicef

Veja também na Internet: http://www.aleitamento.org.br