Amigas do Peito


Revista Pilotis – PUC-Rio (junho/2005).

Por Lívia Bravin

  Ong promove apoio à amamentação com encontros no campus da PUC

Karina Kuschnir, 37, antropóloga e Joana Pegado, 31 anos, designer. O que elas têm em comum? São Amigas do Peito.

Para aqueles que ainda não conhecem, o grupo de mães Amigas do Peito é um ONG formada por voluntários que acreditam e trabalham para a proteção, promoção e apoio à amamentação.

A ONG, que comemora seus 25 anos em 2005, promove eventos, encontros e é responsável pelo disque-amamentação, para o qual as mães podem ligar e dividir suas ansiedades ou tirar dúvidas sobre o assunto. “Como a prefeitura distribui o telefone nas maternidades, atendemos aos mais variados tipos de pessoas”, afirma Karina.

Formadas pela PUC, Karina e Joana coordenam as Amigas do Peito. Karina, grávida do segundo filho, entrou para o grupo em agosto de 2001, logo depois do nascimento de Antônio. Ela se envolveu na missão de colocar o site para funcionar e não saiu mais. Com Joana foi um pouco diferente. Ela passou a freqüentar as reuniões em 2002, depois de ter tido o apoio do disque-amamentação, por causa de complicações no aleitamento de Tito, seu único filho.

  O último encontro promovido na PUC, no Solar Grand Jean de Montigny, aconteceu num dia chuvoso. “Aqui é imprevisível, podem vir 12 pessoas ou uma só. Mas nós ficamos até o fim de qualquer maneira”, comenta Joana. E foi o que aconteceu. A bióloga Tami foi a única a aparecer na reunião. Mãe de uma menina de quatro anos, Tami, que espera o segundo filho para junho, voltou ao grupo, que freqüentou na primeira gravidez, para tentar evitar os mesmos problemas que teve com a produção de leite.

Todos são bem-vindos às reuniões, dos bebês aos avós. “Para as grávidas, é bom ver as mães enfrentando dificuldades reais com crianças, e isso acontece nos encontros”, diz Karina.

Visite o site e descubra muito mais sobre esse grupo coordenado por mães que amamentaram.